Livros didáticos acabam jogados no lixo em Catarina por engano

“Centenas de livros didáticos e documentos pertencentes à Prefeitura de Catarina, na região dos Inhamuns, foram encontrados no lixo na última segunda-feira, 11. A titular da Secretaria de Educação do município, Maria das Dores Fernandes, informou ao O POVO Online que chegou a registrar um boletim de ocorrência (B.O.) sobre o caso. O material foi encontrado próximo a uma antena de televisão, a dois quilômetros da sede do município.

Porém, de acordo com a secretária, “foi tudo um mal-entendido”. Segundo ela, o material estava guardado em um depósito alugado. Na noite de ontem, ao saber do desaparecimento dos livros, a secretária se dirigiu à Delegacia Regional de Tauá e prestou queixa. Somente na manhã de hoje, após as publicações serem encontradas no lixo, o dono do depósito assumiu que retirou os livros e documentos do local por achar que “não era material importante e poderia ir para o lixo”, segundo relata Maria das Dores.

A secretária relatou ainda que, quando soube que o material havia sido jogado fora, chegou a pensar que a administração do município poderia estar sendo alvo de perseguição política. “Achamos que grupos da oposição poderiam ter se apropriado do material para incriminar o prefeito”, disse. Foi então que o proprietário do deposito assumiu a culpa. “Não foi por maldade, ele é uma pessoa humilde”.

Maria das Dores disse ainda ao O POVO Online que entre os livros perdidos há edições antigas e outras publicações que sobraram. “A gente distribui pros alunos e guarda o que sobra”, explica.

Neste momento, os livros estão apreendidos na delegacia de Tauá. Quando forem liberados, o material será abrigado novamente em outro depósito, segundo a secretária de Educação.”

(POVO Online)