PSB vai definir o seu candidato dentre 3 nomes

Partido marca sua convenção para o dia 23 e fará dobradinha com o PMDB que indicará o candidato a vice

O PSB terá candidato próprio à Prefeitura de Fortaleza. O partido não indicou o nome, mas comunicou que ele sairá dentre os filiados Roberto Cláudio, presidente da Assembleia Legislativa, Ferruccio Feitosa, ex-secretário Especial da Copa, e o vereador Salmito Filho. O governador Cid Gomes, presidente estadual do PSB, disse que Elmano de Freitas, o candidato apontado pelo PT, representa a continuidade da administração da prefeita Luizianne Lins. A convenção do PSB para a homologação das candidaturas será no dia 23 de junho.
Dirigentes do PSB reunidos para discutir a aliança com o PT decidiram apontar Roberto Cláudio, Ferruccio e Salmito como seus pré-candidatos FOTO: TUNO VIEIRA

O encontro de ontem estava cercado de expectativa em razão da conversa acontecida na segunda-feira da semana passada entre o governador, a prefeita, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, e o deputado federal José Guimarães, quando foi levado o nome de Elmano para o governador, oferecendo em troca do seu apoio a liberdade de o PSB escolher, em 2014, o candidato a sucessão do Governo estadual, com o apoio do PT.

Recentemente, dirigentes municipais do PSB, antecipando-se ao encontro de ontem, ampliado com a participação de dirigentes estaduais, decidiu pelo rompimento da aliança com o PT, em razão da indicação do nome de Elmano de Freitas para disputar a Prefeitura. O PSB, desde o ano passado, vem defendendo a indicação de um candidato que, mesmo sendo do PT, rompesse com o modelo de administração que é praticado hoje por Luizianne.

Salmito Filho fala da pré-candidatura à prefeitura de Fortaleza

http://tv.diariodonordeste.com.br/media/embed/129560fa53ba3ea83e1f649a92891e24/620/350

Aliados

Ontem, depois que o governador relatou para os seus correligionários o encontro que teve com a prefeita e o presidente nacional do PT, de 20 integrantes do PSB, incluindo deputados federais, estaduais e vereadores, apenas dois foram a favor da continuidade da aliança com o PT: a deputada Eliane Novais, dissidente no partido e Luciano Feijão, filiado ao PSB ocupando o cargo de secretário de Infraestrutura da Prefeitura de Fortaleza.

Agora, o governador Cid Gomes vai conversar com os dirigentes dos demais partidos que formaram a aliança desde 2006 para comunicar a decisão do seu partido e discutir uma nova aliança para a disputa em Fortaleza. O principal aliado agora do PSB é o PMDB, presidido pelo senador Eunício Oliveira, partido que deverá indicar o candidato a vice-prefeito na chapa do PSB.

Eunício já havia comunicado à prefeita Luizianne Lins que marcharia junto com o PSB, na disputa municipal, em Fortaleza. Na última terça-feira, em Brasília, o governador relatou ao senador todos os detalhes da conversa que tivera com a prefeita e o presidente nacional do PT, sobre a sucessão em Fortaleza

Cid Gomes havia se comprometido em conversar, depois da reunião de ontem, com a prefeita Luizianne Lins para comunicar a decisão que fosse adotada pelo partido. Esse compromisso foi firmado no encontro da segunda-feira da semana passada. Se Luizianne resolver mudar o candidato, é possível o PSB voltar a compor a aliança. Quase todos os aliados do governador dizem que o impasse está no nome de Elmano de Freitas.

Conversa

O ex-governador Ciro Gomes, afirmou que a conversa com o PT “não será interrompida nunca”, já que os partidos são aliados em plano nacional e estadual. Mas que a escolha de Elmano de Freitas é “um insulto à população”, disse em referência ao fato de a educação municipal ser uma das piores do Estado. Para Ciro Gomes, o modelo de administração de Luizianne Lins fracassou. “Fortaleza precisa desesperadamente de mudança”. Para Ferruccio Feitosa, a candidatura de Elmano nem sequer é do PT, mas da prefeita.

“Não há insatisfação com o nome do Elmano, mas o PSB quer mudança”, disse o presidente do PSB em Fortaleza, Karlo Kardozo, ao justificar a decisão. Segundo ele, a candidatura do ex-secretário municipal da Educação inviabiliza a aliança. O PSB agora, irá conversar com o PMDB, do senador Eunício Oliveira, e com o PCdoB, que já lançou a pré-candidatura do senador Inácio Arruda.

Sobre os três nomes anunciados como possíveis candidatos do PSB, Ciro disse não esperar que haja disputa entre eles. Para o deputado estadual José Sarto, o presidente da Assembleia Legislativa, que também é médico, seria o melhor nome para disputar a Prefeitura. “O maior problema da cidade é a saúde”, justificou. Sarto acredita ainda que essa seja a preferência da maioria no partido.

Controle

Além da decisão de romper a aliança com o PT em Fortaleza, outra decisão tomada ontem pelos dirigentes do PSB do Ceará foi a de que todos os candidatos do partido em municípios do Interior com mais de 50 mil habitantes terá que passar pelo crivo da direção estadual, antes da homologação em convenção.

O ex-ministro Ciro Gomes é o coordenador da campanha eleitoral do PSB no Interior cearense. Ele vem encontrando dificuldades em definir, com as lideranças municipais, o quadro de candidatos, principalmente em razão da disputa interna e das relações entre os principais aliados da legenda, no caso o PSD, o PRB, o PMDB e o próprio PT.

Desgastada

Todos os aliados reconhecem que a aliança entre o PT e o PSB está desgastada muito antes de ter sido iniciado o debate sobre a sucessão municipal deste ano. Para a presidente estadual do PT no Ceará e prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, a aliança com o governador Cid Gomes começou a desandar devido à uma série de fatores, desde as eleições de 2008. Segundo ela, naquele ano, o apoio do ex-deputado federal Ciro Gomes, à candidatura de Patrícia Saboya, tecendo críticas à sua gestão foi o momento que fez ela compreender que a aliança não ia bem.

Fonte: Diário do Nordeste