Dilma: Ensino integral está “longe” do desejado apesar de avanços

“O ensino em tempo integral está muito longe do que queremos e de como deve ser” — esse foi o comentário da presidente Dilma Rousseff sobre os dados do Censo da Educação Básica 2013. Ela fez a afirmação durante discurso em formatura de 3.800 egressos do Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego) na manhã desta quinta (27) em São Paulo.

Segundo dados do MEC (Ministério da Educação), o número de matriculados no ensino integral, em que o estudante fica 7 horas na escola, foi de 3,1 milhões no ano passado. Em 2010, era 1,3 milhão. O censo foi divulgado na terça (25).

Dilma disse ainda que os alunos precisam aprender conteúdo escolar no tempo adicional — e não apenas ter aulas de artes e esportes. A presidente foi embora do evento sem falar com a imprensa.

destaque do levantamento, no entanto, é o gargalo que existe no ensino médio –– as matrículas nessa etapa seguem estagnadas, apesar do aumento das matrículas nas creches (7,5%) e na pré-escola (2,2%) e da melhora de fluxo apontada pelo governo.

Ensino técnico

O ministro José Henrique Paim Fernandes (Educação), que fez parte da comitiva presidencial no evento, reforçou as metas do Pronatec. Segundo ele, o programa chegará a 8 milhões de beneficiados até o final de 2014. Atualmente o número está em 5 milhões.

“É um programa que veio pra ficar”, afirmou Dilma. Segundo a presidente,  o governo federal coloca R$ 14 milhões na iniciativa. O Pronatec é um programa federal com o objetivo de ampliar a oferta de ensino técnico e tecnológico para jovens e trabalhadores com ensino médio.

Dilma também afirmou que a educação é uma área prioritária para o governo e que as creches merecem atenção especial: “As oportunidades não podem ser diferentes.  O neto da senhora [apontando para a platéia] e o meu têm que ter acesso aos mesmos estímulos”.

Também estava presente na cerimônia o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, que declarou a intenção de ceder o uso de um prédio municipal para o IFSP (Instituto Federal de São Paulo) na zona leste.

Suellen Smosinski
Do UOL, em São Paulo