MPF-CE pede suspensão de concurso para professor em universidade

O Ministério Público Federal do Ceará (MPF-CE) recomendou à Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) a suspensão imediata do concurso para professor na instituição.

O edital, que havia sido ofertado anteriormente no período de 7 a 11 de outubro, apresenta suspeitas de irregularidades no processo seletivo.

De acordo com candidatos à vaga, três pessoas foram classificadas para a etapa final, que, posteriormente, eliminaria aqueles que obtivessem nota inferior a 7,0. Dos três concorrentes, apenas um foi aprovado. Os outros dois foram desclassificados por receberem, ambos, nota 0,5na prova de didática de um dos três examinadores.

O MPF-CE irá apurar as denúncias dos candidatos em relação à Universidade. Ainda de acordo com o órgão, a procuradora da República Nilce Cunha Rodrigues considera que há fortes indícios de ausência de critérios objetivos na avaliação dos candidatos e pede que o novo edital seja suspenso até que sejam concluídas as investigações sobre as supostas irregularidades no edital anterior.

Unilab solicitou cópia de processo para que sejam tomadas devidas providências

Em resposta à recomendação do Ministério Público Federal para a suspensão do concurso, a assessoria da Unilab afirmou que a instituição já solicitou a cópia do processo para que possam ser tomadas as devidas providências.

Ainda de acordo com a assessoria do órgão, o parecer aprovado pelo Conselho Universitário foi contrário à revisão da nota final da Prova Didática, porque não foi verificado arguição de nulidade.

Fonte: Diário do Nordeste.