Mais 12 universidades vão aderir ao Enem a partir de 2014

A maior porta de entrada para o ensino superior no país ficará ainda mais importante a partir de 2014, quando mais dez universidades federais e duas estaduais passarão a utilizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como forma de ingresso em seus cursos. Entre as novas instituições a engordar a lista daqueles que já usam o processo seletivo estão as Federais de Bahia, Sergipe e Minas Gerais.

Segundo o Ministério da Educação (MEC), as 12 instituições manifestaram interesse em aderir totalmente (como único processo seletivo) ou parcialmente (mantendo ainda o vestibular ou avaliações seriadas) ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que seleciona candidatos para vagas em faculdades públicas que usam o Enem. O sistema já é adotado por 21 universidades federais, quatro estaduais e 29 institutos federais.

As federais que vão aderir integralmente ao Sisu no próximo ano são: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Universidade Federal de Sergipe (UFS), Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila).

Na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e na Universidade Federal do Amapá (Unifap), 50% das vagas serão preenchidas pelo Sisu. A Universidade Federal do Pará (UFPA) vai usar o sistema para preencher 20% das vagas. As demais serão ocupadas com a nota do Enem, mas sem o Sisu. Já a Universidade de Brasília (UnB) vai reservar metade das vagas do processo seletivo do primeiro semestre para o Sisu.

Entre as estaduais, a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) vai reservar 25% das vagas do primeiro semestre para o Sisu e a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UniOeste), 50% de todas as vagas.

Além de ser o maior processo seletivo para o ensino superior brasileiro, o Enem é pré-requisito para o Programa de Financiamento Estudantil (Fies) e para se inscerever no Ciência sem Fronterias, programa do governo federal que distribui bolsas de ensino acadêmino no exterior. O exame também serve para a obtenção do diploma do ensino médio.

Em 2012, dos 4,1 milhões de alunos que fizeram o Enem, quase a metade, 1,9 milhão de candidatos, se inscreveu no Sisu do primeiro semestre de 2013.

Com base na nota do exame e em critérios de renda, os estudantes que fazem o Enem também podem concorrer a bolsas em instituições particulares, graças ao Programa Universidade para Todos (ProUni). Aproximadamente, 1.300 instituições participam do ProUni.

FONTE:  oglobo.globo.com