Clínicas populares atraem pacientes pelos preços baixos

De olho em um potencial de mercado que movimenta cerca de R$ 1 trilhão por ano, as chamadas clínicas populares elegeram a nova classe social emergente C como alvo para ofertar os seus serviços. Muitos consumidores com até R$ 2,5 mil de renda familiar, mas sem planos de saúde e tempo para esperar nas longas filas do Sistema Único de Saúde (SUS) estão migrando para clínicas populares em busca de serviços rápidos e baratos.

Fonte: Diário do Nordeste