Senado deve manter decisão – 10% PARA EDUCAÇÃO

Brasília. O Senado deve manter a fixação da meta de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para investimento em educação pública nos próximos dez anos. Líderes governistas avaliam que, após a votação da proposta com esse percentual na Câmara, seria impopular alterá-la.

A proposta foi aprovada terça-feira, dentro do Plano Nacional de Educação (PNE), em comissão especial pelos deputados e, como tem caráter terminativo, deve seguir diretamente para o Senado, antes de ir à sanção da presidente Dilma Rousseff (PT).

O Ministério da Educação (MEC) classificou como “tarefa política difícil” cumprir o percentual fixado pela comissão da Câmara. “Em termos do governo federal, equivale a colocar um MEC dentro do MEC, ou seja, tirar R$ 85 bilhões de outros ministérios para a Educação”, disse o ministro Aloizio Mercadante.

No Senado, porém, o governo dificilmente conseguirá reverter a decisão. O PNE define 10 diretrizes e 20 metas para os próximos 10 anos, entre elas a valorização do magistério público da educação básica.

Diário do Nordeste