Sinop: acadêmicos da UFMT retomam as aulas após 26 dias de paralisação

 

Os acadêmicos sinopenses da Universidade Federal de Mato Grosso colocaram fim a paralisação e bloqueio da entrada do campus. A decisão foi tomada, no sábado (17), após assembleia, onde a maioria optou pelo término do movimento e retorno às salas de aulas. O protesto iniciou no dia 22 do mês passado e durou 26 dias.

De acordo com a ata da assembleia, em reunião com a reitora Maria Lucia Cavalli Neder, os estudantes receberam a promessa de ampliação da biblioteca, ainda este ano, com recursos de emenda ao orçamento caso a mesma seja liberada; presença de representação estudantil nas reuniões da administração superior do campus; reunião da reitora com o coordenador do curso de enfermagem e com o conselho administrativo do Hospital Veterinário, em sua próxima visita a Sinop; autorização de mais duas vagas para servidores, caso o Ministério da Educação libere parte das vagas ainda este semestre e viabilização da construção de uma quadra de areia para este ano.

Durante o período de paralisação, os estudantes bloquearam a entrada de veículos no campus. Porém, o funcionamento interno da unidade continuou ativo. Alguns representantes do movimento também ocuparam a reitoria da UFMT, em Cuiabá.

A UFMT Sinop tem cerca de três mil acadêmicos nos cursos Agronomia, Enfermagem, Engenharia Agrícola e Ambiental, Engenharia Florestal, Farmácia, Medicina Veterinária, Zootecnia, Licenciatura em Ciências da Natureza, com ênfase em Física, Matemática e Química.

Fonte: Só Notícias/Thais Festa

http://www.sonoticias.com.br/noticias/3/183016/sinop-academicos-da-ufmt-retomam-as-aulas-apos-26-dias-de-paralisacao