Uniforme escolar é licitado pela SME

O secretário municipal de Educação, Ivo Ferreira Gomes, divulgou na quarta-feira (14), em sua página pessoal na rede social Facebook, a estimativa de preço e as imagens do novo fardamento da rede municipal de ensino. De acordo com a assessoria da Secretaria Municipal de Educação (SME), 190 mil alunos serão beneficiados com o material distribuído pela Prefeitura.

O fardamento tem as cores da bandeira do Município. Alunos da Educação Infantil receberão também mochilas com rodinhas e sandálias do tipo Crocs

“Acabei de mandar licitar o novo material para os alunos da rede municipal de ensino”, disse o secretário. A previsão é que as fardas fiquem prontas até o fim do ano e passem a ser utilizadas pelos alunos a partir do primeiro dia letivo de 2014.

A estimativa, segundo a cotação de preço, é que sejam gastos cerca de R$ 18 milhões na confecção do fardamento, que terá as cores da bandeira do Município. Cada aluno da Educação Infantil receberá três unidades da farda, além de mochila com rodinhas e sandália do tipo Crocs. Já os alunos do 1º ao 5º do Ensino Fundamental receberão, cada um, duas unidades da camisa e da bermuda da farda, enquanto os estudantes do 6º ao 9º ano terão duas blusas, além do fardamento de Educação Física.

A licitação atende também aos alunos do programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA), que receberão, cada um, duas camisas. Até a entrega do novo material, os estudantes deverão continuar usando o fardamento distribuído ainda na gestão passada. As licitações para a confecção da farda serão realizadas por meio de pregão eletrônico, seguindo as recomendações do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

O secretário Ivo Gomes divulgou, ainda pela rede social, o resultado da licitação para alimentação escolar de alunos e professores da rede municipal de ensino. De acordo com a SME, o novo cardápio será implantado a partir de setembro e as empresas vencedoras da licitação têm até o fim de agosto para realizar a entrega da primeira leva de alimentos.

Fonte: Diário do Nordeste