Conferência discute propostas para Educação no País

De olho na II Conferência Nacional de Educação (Conae), a ser realizada, no próximo ano, o Sindicato Apeoc realizou sua primeira conferência livre, reunindo a comunidade escolar de todo o Ceará – alunos, professores, pais, gestores e representantes de entidades estudantis –, para tratar dos principais assuntos reivindicados pela classe, e se preparar para o evento em 2014. A 1ª Conferência Livre dos Trabalhadores em Educação foi realizada no auditório do sindicato, e contou com a presença do secretário executivo adjunto do Ministério da Educação (MEC) e coordenador nacional da Conae 2014, professor Francisco das Chagas Fernandes.

Com o tema “1ª Conferência Livre dos Trabalhadores em Educação – Conae 2014 – O PNE na Articulação do Sistema Nacional de Educação”, o professor palestrou sobre os caminhos e desafios da Educação, bem como projetos, que ganharam ampla repercussão nacional, como mais recursos – com a exclusividade dos royalties do petróleo, e o investimento de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para a Educação. Também, fizeram parte da discussão assuntos como a valorização de todos os profissionais da Educação (salários e carreira) – bem como formação inicial e continuada -, uma escola integralizada e a nacionalização dos profissionais da Educação, e acessibilidade (democratização e igualdade).

Segundo o presidente do Sindicato Apeoc, professor Anízio Melo, a entidade é a única, no País, que está fazendo um debate específico. “O Sindicato Apeoc está investindo neste debate e está reunindo a comunidade estudantil para debater esses temas, e [objetiva] fazer uma frente de luta organizada para colocar os três entes – União, Estado e Município -, na perspectiva da valorização da Educação e de seus profissionais. Vamos exigir que a União coloque mais recursos e que estados e municípios também se comprometam em cobrem, principalmente, uma legislação que coíba qualquer tipo de desvio relacionado aos recursos para Educação”, destacou Melo.

INICIATIVA

Para o sindicalista, a iniciativa reflete boas expectativas de uma maior proximidade junto ao MEC, bem como um sinal de força da categoria no Estado. “Estamos nada mais, nada menos, com a pessoa que vai coordenar a Conae 2014, e uma das pessoas mais próximas do ministro Aloísio Mercadante. Esperamos que ele possa levar ao ministro nossas reivindicações e possa dialogar sobre essas questões. A vinda do secretário, ao Ceará, é um sintoma do prestígio e da força que o Sindicato Apeoc construiu através dos tempos”, ressaltou.

Por sua vez, o secretário adjunto do MEC disse que, em todo o País, estão sendo discutidas as propostas no sentido de fazer com que o Sistema Nacional de Educação se concretize e o Plano Nacional de Educação (PNE) possa ser o elo condutor dessa articulação nacional. “Hoje, a grande discussão estruturante que fazemos, no Conae, é como implementaremos o PNE, que vai se desdobrar nos planos estaduais e municipais, no sentido de articular o sistema nacional de educação”, mencionou. A segunda edição do Conae será realizada, em Brasília, entre 17 e 21 de fevereiro do ano que vem, sob o tema “O PNE na articulação do Sistema Nacional de Educação”.

Fonte: O Estado – CE