Aulas de educação financeira na escola podem elevar renda poupada em 24%

Projeto do Banco Mundial em 900 instituições de ensino aponta benefícios de facilitar aprendizado econômico de jovens. Análise mostra que alunos que receberam orientações poupam mais e têm uma melhor base financeira teórica

Promover a educação financeira pode aumentar em 24% a parcela da renda poupada por uma família e agregar R$ 4 bilhões ao PIB nacional, aponta estudo feito pelo Bird (Banco Mundial).O trabalho analisou um projeto-piloto do Estratégia Nacional de Educação Financeira (Enef) desenvolvido em cerca de 900 escolas brasileiras (um total de 26 mil alunos), entre 2010 e 2011, em seis Estados brasileiros.

Em metade dessas escolas, foram introduzidas situações didáticas deeducação financeira nas disciplinas curriculares com participação não obrigatória. Também foram organizados workshops e atividades com os pais dos alunos envolvidos.

Na outra metade, houve um acompanhamento dos alunos que não tiveram nenhuma orientação específica sobre educação financeira, um grupo “controle”.

A pesquisa concluiu que, no grupo que foi orientado, os conhecimentos financeiros tiveram um aumento de 24% (de 50 para 62 pontos), enquanto o grupo de controle teve uma melhora de 16% (de 50 para 59 pontos). As informações são da Folha de São Paulo.

Redação O POVO Online