Fábio afirma proposta da Prefeitura para a seleção para diretores de escola é a melhor opção

Na tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza, nesta terça-feira, 9, o vereador Fábio Braga (PTN) informou que esteve reunido no Conselho Municipal de Educação, representando o presidente do Conselho no Legislativo, vereador Evaldo Lima (PCdoB), para tratar de vários assuntos sobre a educação municipal. Segundo ele, o colegiado é favorável à proposta do Executivo sobre a escolha de diretores de escolas.

Fábio relatou que o projeto de emenda à lei orgânica n° 2/2013, de autoria de Roberto Cláudio, que da nova redação ao inciso XII e XIII do Art. 271 da Lei Orgânica de Fortaleza, sugerindo a mudança do modo eleição para seleção, o critério para ser diretor das escolas municipais, foi colocado em votação no colegiado. Segundo o parlamentar, a votação foi positiva ao projeto de emenda à lei orgânica do Prefeito, e dessa forma, Fábio acredita que deve ser a melhor escolha para Fortaleza.

“Não desmerecendo os profissionais do Município, mas essa troca de experiência entre a Prefeitura e o Estado é muito importante. Quem ganha são os alunos. E os diretores serão escolhidos por critério técnico, por isso somos a favor desse projeto”, disse Fábio.

Solidariedade

O vereadora Fábio Braga (PTN) ainda prestou solidariedade ao Governador Cid Gomes (PSB). O parlamentar disse que assistiu ao pronunciamento que o Governador fez, na última sexta-feira (5), na Assembléia Legislativa, em que se defendeu das acusações feitas pelo deputado federal Eudes Xavier (PT), de que ele estaria envolvido em esquema de espionagem.

Fábio afirmou quer esse é um assunto sério e que deve ser apurado pelo Ministério Público e não feito dessa forma. “O Governador estava constrangido. Por traz de um político tem um ser humano. Não vi nada de engrandecimento para a nossa política. Não Devemos nunca ultrapassar o limite do respeito”, disse Fábio.

Nas denúncias de Eudes Xavier, foram apresentados emails que apontariam para um esquema de espionagem contratado pelo governador para investigar o ex-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa.

CMFor