Observadores de Aves querem nova disciplina nas escolas

A observação de aves pode se tornar conteúdo curricular nas escolas públicas de todo o País. É o que pretende a Associação Brasileira de Observadores de Aves (ABOA), fundada no ano passado. Sem fins lucrativos, a entidade surgiu com o objetivo de representar e integrar pessoas, grupos e instituições interessados em observar e proteger aves silvestres em seu ambiente natural.

“A conservação e proteção das aves, está diretamente relacionada à conservação e proteção dos ambientes habitados por elas e a principal ferramenta para preservação ambiental sempre foi e continuará sendo a educação ambiental”, justifica Sandro Von Matter, biólogo especializado em aves e um dos idealizadores da ABOA. Como iniciativa para educação ambiental, a entidade está submetendo um projeto de inclusão de conteúdo específico sobre observação de aves na rede de ensino público do País à apreciação do presidente da Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação. Paralelamente, encaminha um projeto de lei, com o mesmo objetivo, à Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara.

A proposta da Associação Brasileira de Aves é que se inclua uma disciplina inicialmente no Ensino Fundamental e, depois, no Ensino Médio para a observação de aves. As aulas seriam práticas e teóricas e ministradas por professores de ciências. “Estamos cientes das dificuldades relacionadas a flexibilização da grade curricular de ensino atual, mas a observação de aves, dentro de um contexto internacional, caminha para se tornar a principal atividade que alia inclusão social a desenvolvimento sustentável”, afirma Von Matter.

Entre outras propostas da instituição, está a popularização da prática por meio da abertura de escritórios regionais em todos os Estados brasileiros, além da disponibilização gratuita de cursos de formação de guias de observadores de aves em comunidades carentes localizadas próximas ou dentro de áreas de preservação ambiental, como forma de inclusão social.

Von Matter vê a observação de aves como algo que proporciona crescimento econômico. “A observação de aves é uma atividade que representa muito mais que um hobby popular em todo o mundo, é uma atividade que pode apresentar significativas oportunidades econômicas para os países através do turismo sustentável”, diz. A promoção desse tipo turismo está entre os objetivos previstos no estatuto da ABOA, assim como a defesa dos interesses dos observadores, realizada através do apoio aos Clubes de Observadores de Aves, grupos que se reúnem periodicamente para discutir questões relacionadas à preservação, ecologia e biologia da vida das aves.

A ABOA reúne membros de diversas regiões do país e todos podem propor projetos. Não há nenhuma restrição para tornar-se sócio, basta preencher o formulário no site. A associação é gratuita, o único requisito, de acordo com Von Matter, é o amor pelas aves e pelo meio ambiente.

Cartola – Agência de Conteúdo – Especial para o Terra