João Alfredo cobrará explicações sobre bloqueio de salários

O vereador João Alfredo (Psol) fará hoje pronunciamento sobre o assunto na Câmara Municipal, para cobrar explicações ao líder do Governo Municipal, Evaldo Lima (PCdoB). Ele quer informações sobre quantos professores realmente foram afetados pelos bloqueios salariais e quais foram as justificativas.

Para João Alfredo, é admissível que a Secretaria busque combater abusos, em nome da moralização do serviço público. No entanto, ele julga “completamente absurdo” que o Município faça cortes de salários de profissionais que estão exercendo normalmente suas funções.

“O secretário tenta colocar a situação como algo isolado. O problema é que as coisas têm sido feitas de forma muito atabalhoada, como se tivesse passado um furacão na área da educação”, disse.

Na avaliação do vereador, é cabível que os servidores afetados pela medida busquem judicialmente seus direitos, por meio de ação de perdas e danos. “É uma situação humilhante, degradante, de desrespeito completo”, afirmou. “Como fica a situação delas? O pagamento de contas de aluguel, luz, água, telefone?”, questionou. As professoras Dlane Frota e Raquel Rodrigues afirmaram ao O POVO que entrarão na Justiça, por meio da Defensoria Pública, para resolver o problema.

O Povo