Antonio Carlos diz que relatório aponta deficiência no ensino médio estadual

Dep. Antonio Carlos (PT)Dep. Antonio Carlos (PT)Foto: Paulo Rocha

Em pronunciamento durante o primeiro expediente da sessão plenária desta quinta-feira (07/03), o deputado Antonio Carlos (PT) destacou relatório realizado pelo Movimento Todos Pela Educação, veiculado na edição de hoje do jornal O Povo. De acordo com a pesquisa, no Ceará, 91% dos alunos que saem do ensino médio da escola pública não aprendem adequadamente matemática, enquanto 76% não sabem português.

O parlamentar acredita que os números apresentados pela pesquisa “são fortes e colocam a nu a realidade em que vive o povo cearense”. Ele questionou os investimentos em educação realizados pelo Estado e criticou “a exaltação ao crescimento do PIB no Ceará”. “O Estado pode crescer economicamente, mas não há crescimento sem desenvolvimento, sem inclusão”, avaliou.

Segundo ele, o Ministério Público ainda não se manifestou quanto a esses dados “que põem por terra o debate sobre a competência da educação em nosso Estado”.

Em aparte, os deputados Heitor Férrer (PDT) e Professor Teodoro (PSD) concordaram que os números são preocupantes, “mas que infelizmente essa é uma estatística antiga”, lembrou Teodoro. Na sua avaliação, a educação tem evoluído de governo em governo, “havendo até uma grande melhoria no ensino fundamental das escolas públicas”. “O ensino médio continua sendo o nosso ponto de estrangulamento”, admitiu.

Já Heitor frisou que “de nada vale o governador buscar o crescimento do Produto Interno Bruto do Estado em detrimento da Felicidade Interna Bruta. “Enquanto o Estado fica mais rico, o povo fica mais submetido à ignorância e à falta de perspectiva. O Estado não pode exaltar o PIB e se quedar diante desses dados”, ressaltou. PE/CG

AL-CE