Adelmo Martins defende choque de gestão na educação da Capital

Vereador do PR está preocupado com a evasão escolar – Foto: Genilson de Lima

“A educação em Fortaleza precisa de um choque”. A afirmação é do vereador Adelmo Martins (PR), feita na tribuna da Câmara de Fortaleza nesta quinta-feira, 7. O parlamentar destacou os problemas enfrentados pela educação na Capital, que reflete numa redução acentuada no número de alunos da rede municipal de ensino, com uma queda de 19%, passando de 220 mil estudantes em 2010 para 179 mil neste ano.

Adelmo Martins colocou a adequação no calendário escolar como um sinal do “choque” que a educação necessita. Para o republicano, a escola pública deve se mostrar atrativa para as crianças e adolescentes, ofertando continuidade no ensino, ambiente seguro e com professores entusiasmados para as aulas. “Nós sabemos que muitos países pobres mudaram a vida das pessoas porque investiram em educação”, apontou.

O parlamentar enfatizou ainda a necessidade de adequar os salários dos professores com a Lei do Piso, e com isso promover um entendimento entre a gestão e os educadores. Outro ponto, para garantir um ensino de qualidade, como apontou Adelmo Martins, são as boas condições de funcionamento nas escolas. “A escola é um local de medo devido os problemas com drogas no entorno”, atentou.

O republicano ressaltou a abertura do secretário de Educação, Ivo Gomes, e a meta da gestão de melhorar a aprendizagem na rede. “Quando se iniciou na gestão do Juraci a questão era ter acesso as escolas, hoje temos acesso mais não temos qualidade”, destacou Adelmo Martins, colocando as expectativas diante das ações que a gestão propõe.

CMFor