Em Portugal, qualidade do ensino básico público supera a do privado

Na escola pública, as crianças de seis anos já devem ser capazes de ler de 45 a 60 palavras e de escrever algumas frases simples

Em Portugal, a educação deu um salto para se enquadrar às exigências de um mercado competitivo como o europeu. Hoje, a alfabetização é universal e a qualidade do ensino público ultrapassou a do privado. Essa é uma das maiores mudanças dos últimos tempos no país. Os portugueses se orgulham muito de terem dado esse salto em apenas uma geração, depois da Revolução dos Cravos, de 1974. Hoje em dia praticamente não há mais analfabetismo e a educação básica pública é de alta qualidade.

São 12 anos de ensino antes da entrada na universidade, sendo nove anos obrigatórios. Além disso, os alunos estudam duas línguas e tem um currículo mínimo. Os professores são obrigados a cumprir metas e ter um currículo mínimo uniforme. Na escola pública, as crianças de seis anos já devem ser capazes de ler de 45 a 60 palavras e de escrever algumas frases simples. Muitos portugueses dizem que as escolas públicas são melhores que as particulares em muitos locais.

A escola publica básica é responsável por cerca de 80% do ensino básico do país. Isso é uma questão problemática, já que Portugal está passando por dificuldades e há a questão do estado social, que é montado basicamente sobre educação pública e saúde pública, dois pontos que estão muito afetados pelos cortes no orçamento.

Bom Dia Brasil