Dois secretários deixam o MEC

Amaro Lins cuidava do ensino superior e Cláudia Dutra, de educação continuada; nomes dos substitutos já foram anunciados

Estadão.edu

Dois secretários do Ministério da Educação (MEC) deixaram o cargo nesta quarta-feira, 27. Amaro Henrique Pessoa Lins comandava as ações voltadas ao ensino superior e Cláudia Dutra cuidava de educação continuada, alfabetização, diversidade e inclusão. Eles alegaram motivos pessoais para sair da pasta.

Os nomes dos substitutos já foram anunciados. O reitor da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), Paulo Speller, assumirá a gestão do ensino superior e Macaé Maria Evaristo dos Santos, atual diretora de Políticas de Educação do Campo, Indígena e para as Relações Étnico-Raciais, chefiará a outra secretaria.

Amaro Lins ficou no cargo por um ano. Ele foi escolhido pelo ministro Aloizio Mercadante para cuidar das universidades federais. Cláudia Dutra estava na função desde a gestão do ex-ministro Fernando Haddad.