Pais, professores e gestores divergem opiniões

Entre concordantes e discordantes, as ações que vêm acontecendo nos últimos dias nas escolas convergem para o encerramento do ano letivo amanhã.

O POVO ouviu professores, diretores e mães de estudantes que preferiram não se identificar. Uma das diretoras reforçou que haverá perda de conteúdo com o encerramento antecipado das aulas: “O 4º bimestre vai ser sacrificado e ainda não sabemos como esse conteúdo será reconduzido em 2013”. Uma professora do ensino Fundamental 1 comemorou a redução do ano letivo 2012. “O novo calendário é um sonho e não vai prejudicar os estudantes, garanto. Ninguém é mais preocupado com eles que nós. O 4º bimestre é mais revisão”. Em 2013, temos consciência que vamos trabalhar mais, mas pelo menos é no tempo certo. Há muito tempo buscávamos essa regularização”, defende.

A mãe de um dos estudantes contesta. “Nossos filhos vão ficar no prejuízo. Eles já têm déficit por causa da falta constante de professor. Nossa luta é pra que o dever do Município se cumpra”. (Sara Rebeca Aguiar)

O Povo