Cursinhos atraem novo público

Diretores de escolas preparatórias para o Ensino Superior apontam a fase de crescimento do setor

Crato. Desde o início deste mês, os cursos preparatórios para vestibulares e concursos, instalados na região do Cariri, iniciaram as aulas. Entretanto, ainda existem muitas instituições de ensino com matrículas abertas para a formação de novas turmas. O perfil dos estudantes que frequentam estes locais é variado. A maioria é jovem com idade entre 15 e 25 anos, que acabou de terminar o Ensino Médio.

Com aulas intensivas, as escolas investem de forma a conquistar alto nível de aprovação de seus alunos nos concursos e exames ao Ensino Superior. Os turnos mais procurados são manhã e noite FOTO: YAÇANÃ NEPONUCENA

Porém, nas salas de aula, um outro grupo também tem se destacado. Nos últimos anos, a presença de adultos que estão tentando conquistar uma vaga para ingressar no Ensino Superior tem sido frequente. Com maior experiência pessoal, eles geralmente são dedicados, atenciosos e disciplinados.

No Cariri, os índices de aprovação, tanto em vestibulares como em concursos para ocupação de cargos em órgão públicos, são considerados altos e as escolas fazem o acompanhamento desses dados para utilizá-los como atrativo na conquista dos concorrentes. Os números servem como referência para os estudantes novatos. Apenas do ESC Pré-vestibulares, que tem sede em Juazeiro do Norte, em 2012, cerca de 60 estudantes foram aprovados em certames de faculdades e universidades públicas e privadas com campus nas cidades de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha. Destes, dez garantiram o ingresso no curso de Direito, da Universidade Regional do Cariri (Urca), um dos mais concorridos na região.

Além da habitual preparação para as provas de vestibulares, os cursinhos, como são conhecidos, também oferecem aulas de matérias específicas para os estudantes que sentem dificuldades em alguns conteúdos ou que precisam ter um bom desempenho em áreas distintas. Nestas turmas especiais, eles podem receber orientações sobre matérias únicas e serem acompanhados individualmente pelos professores. Como diferencial e para intensificar o grau de aprendizado dos alunos, algumas instituições disponibilizam momentos extra classe. Essa estratégia é adotada pelo Curso Pré-Vestibular Vetor, no Crato. As aulas têm a justificativa de repassar de maneira atrativa e pedagógica os conteúdos relativos à Geografia, Biologia e História, normalmente exigidos nos editais dos vestibulares das universidades regionais.

Há 31 anos, o Curso Vetor vem investindo em qualificação do quadro de professores, o que tem dado um retorno positivo nos índices de aprovação de seus clientes. A equipe de mestres é formada por profissionais renomados. Nos últimos anos, para proporcionar maior conforto aos estudantes, a administração da instituição investiu na reforma e climatização dos ambientes e aumento de funcionários.

O número de faculdades implantadas nas três principais cidades da região impulsionou a abertura dos cursinhos. Atualmente, são cerca de dez com nomes já consolidados. De acordo com os diretores das escolas, o mercado é promissor.

Na avaliação da gerente administrativa do ESC Pré-Vestibulares, Suely Luna Dantas, o momento é de constante crescimento do segmento. “É preciso dedicação para ter reconhecimento. O setor tem demanda garantida. Porém, os retornos financeiros só acontecem a longo prazo. O nosso plano é continuar prestando serviços de qualidade”, diz.

Para a manutenção das escolas, os empresários chegam a investir mais de R$ 50 mil. Para os estudantes, as mensalidades ficam em torno de R$ 400. Porém, alguns cursinhos oferecem condições facilitadas de pagamento, sendo possível obter descontos, ou quitar as mensalidades por meio dos cartões de créditos ou carnês. A quantidade de pessoas por turma é variada e pode chegar até 120 alunos.

A maior procura é pelos turnos da manhã e noite. Como garantia da qualidade de ensino, a maioria dos cursinhos da região adotam apostilas com conteúdos elaborados pelos sistemas de ensino da Capital. Segundo a coordenadora pedagógica do Destak Pré-vestibulares, Maria Railda Alves de Brito, a demanda é dividida por semestres.

Porém, no início do ano, a formação de turmas é sempre maior. Ela afirma que também é preciso oferecer orientação psicológica e acompanhamento pedagógico para que os estudantes consigam a aprovação.

Mais informações
Vetor Pré-vestibulares (88) 3521.3748
Destak Pré-vestibulares: (88) 3511.5126
ESC Pré-vestibulares (88) 3571.3487

YAÇANÃ NEPONUCENA
REPÓRTER

Diário do Nordeste