Ronivaldo quer posição do MEC sobre redução de carga horária na rede municipal

Vereador do PT não concorda com proposta anunciada pela SME – Foto: Genilson de Lima

Durante o pequeno expediente, nesta quarta-feira, 20, o vereador Ronivaldo Maia (PT) voltou a criticar o pacto proposto pelo Secretaria Municipal de Educação e acatado por entidades do setor, redes de pais, Conselho Municipal de Educação e Ministério Público. Para o parlamentar, é inadmissível a redução do ano letivo nas escolas municipais.

Segundo Ronivaldo, a proposta é ilegal e alguns assinantes do “pacto” já recuaram. “Ontem, em assembleia, o Sindiute deixou claro que não concorda com o pacto. Queremos o cumprimento das 40hs/aula e saber se o Ministério da Educação está concordando com isso”, questionou Ronivaldo.

CMFor