Professores podem desenvolver problemas de saúde

Tensão, medo acentuado, ansiedade, depressão, síndrome do pânico. Os sintomas gradativos podem não se dar nessa ordem. Mas segundo o professor do curso de Psicologia da Universidade de Fortaleza (Unifor), Elton Gurgel, em situações de conflitos e de violências constantes, o profissional tem mais chances de desenvolver problemas emocionais, acarretando em doenças. Principalmente o educador, que tem uma forte relação com o aluno.

“Os problemas de saúde acontecem princialmente nessas situações dos professores em escolas localizadas em zonas conflituosas. Os resultados de estar exposto a essa realidade podem ser o desenvolvimento de doenças psicossomáticas, com prevalência da depressão”, alerta o psicólogo.

“São situações que implicam em desafios, muitas vezes, acima do alcance do profissional. O professor fica no meio desses conflitos, tentando agir. Muitas vezes não consegue sucesso. Ele se vê sufocado e frustrado”, indica o psicólogo.

O Povo