Professores fazem manifestação

Os manifestantes, que foram cercados por 90 policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar, reivindicam concurso público para preencher 640 vagas de professores

Duzentos professores e estudantes da Universidade Estadual do Ceará (Uece) e da Universidade Regional do Cariri (Urca) reuniram-se frente ao prédio da Secretaria de Ciência e Tecnologia, no Palácio de Iracema, em Fortaleza, na tarde desta quarta-feira.

O movimento queria convocar uma reunião com representantes do Governo do Estado e membros do Sindicato dos Docentes da Uece (SindUece). Durante a manifestação, professores e alunos foram cercados por cerca de 90 policiais do Batalhão de Choque. “Nosso intuito era apenas de sermos recebidos por representantes da Secretaria”, disse a vice-presidente do SindUece, Erlenia Sobral.

“Só queríamos fazer uma manifestação pacífica.” – reforçou.
Na pauta de reivindicações, os docentes querem a realização de concursos públicos para preencher 640 vagas de professores. Além disso, a categoria quer a regulamentação do Plano de Cargos e Carreiras, conquistada desde a greve da categoria em 2008 e políticas de assistência estudantil.

Em resposta ao manifesto, a Secretaria disse que receberia dez representantes da categoria para tentar entrar em um acordo. O sindicato afirmou que só conversaria se todos os manifestantes pudessem participar.

O Estado – CE