Nacional Dilma lança pacto de alfabetização e elogia Cid Gomes

A presidente Dilma Rousseff lançou oficialmente, nesta quinta-feira (8),  o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), programa que segue os mesmos moldes do desenvolvido no Ceará desde 2007.

Foto: Agência Brasil

Durante discurso, a presidente Dilma prestou reconhecimento aos avanços da alfabetização na idade certa no Ceará e elogiou particularmente a atuação de Cid Gomes como prefeito de Sobral e como governador. “O governador Cid Gomes não está aqui mera e simplesmente representando os Estados. Ele está aqui porque está sendo homenageado pelas boas práticas na educação como prefeito e agora como governador”, disse a presidente.

Também em discurso, o governador Cid Gomes disse que “quem não consegue alfabetizar, e infelizmente, ainda hoje, com dois, três anos de escola muitas crianças não se alfabetizam, não pode ter expectativa nenhuma de conhecimento, de vida melhor. Dilma afirmou que “o PNAIC é o caminho fundamental para a igualdade”. Ela considerou “preocupante” o quadro atual de desigualdade no País.

Cid Gomes apresentou os resultados positivos do PAIC (Programa Alfabetização na Idade Certa) na política no Ceará. “Isso mostra que é possível fazer no Brasil inteiro”, afirmou Gomes.

Formação continuada

Entre as principais ações do plano lançado pela presidente Dilma estão cursos de formação continuada para os 360 mil professores alfabetizadores (docentes do 1º ao 3º ano do ensino fundamental), compra de 60 milhões de livros didáticos para o uso na sala de aula e realização de prova universal para avaliar o nível de alfabetização dos alunos ao final do ciclo.

“Todas as crianças serão avaliadas aos sete anos e aos oito anos, pra gente saber exatamente o que esta acontecendo em cada escola”, afirmou durante a cerimônia o ministro Aloizio Mercadante (Educação). Essa avaliação externa será feita pelo Inep, órgão vinculado ao MEC responsável pelo Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

Ao todo, 5.270 municípios já aderiram ao plano. Hoje, a estimativa é de que 15,2% das crianças brasileiras não estão plenamente alfabetizadas aos 8 anos.

Premiação

O ministro anunciou ainda uma premiação, após a realização de um ano do pacto, para as escolas com melhores experiências nessa etapa de ensino –a premiação será num valor de R$ 500 milhões.

O curso de formação dos professores começa em fevereiro de 2013. Os livros estão sendo comprados pelo Ministério da Educação desde a publicação da portaria que criou o pacto, em julho.

Segundo dados oficiais, os primeiros três anos do ensino fundamental reúnem 7,9 milhões de matrículas em todo o país.

Educação em tempo integral

Dilma disse que tem o compromisso de “levar e universalizar” a educação em tempo integral para todo o Brasil, como forma de dar continuidade à alfabetização na idade certa. “Não há país no mundo que conquistou o desenvolvimento efetivo, uma sociedade com igualdade de oportunidades, sem a educação em tempo integral”, disse

Apesar de considerar importante a prática de esportes e artes no contraturno, a  presidente se referiu especificamente à matemática e ao português. “É impossível nós termos cientistas, filósofos, artistas que não dominem a matemática e o português”, declarou.

Avanços no Ceará

O Programa Alfabetização na Idade Certa, desde 2007, capacitou cerca de 15 mil professores dos 184 municípios cearenses e beneficiou mais de 300 mil alunos de 1º e 2º ano do ensino fundamental, entre outras ações, segundo o Governo Estadual. O investimentos é da ordem de R$ 20 milhões, provenientes dos Governos Federal e Estadual.

Diário do Nordeste/Folhapress