Atividades sobre a “Consciência Negra” agitam escolas municipais

alt
A Secretaria Municipal de Educação realiza ações, no mês de novembro, sobre a “Consciência Negra”. Essas atividades foram incorporada ao calendário escolar a partir da implementação da Lei 10.639/03, que altera a LDB 9394/96 e inclui a história e a cultura afro brasileira e africana no currículo das escolas.

A partir das Diretrizes Curriculares Municipais, o Sistema Municipal Público de Ensino de Fortaleza tem definido o fortalecimento da identidade negra, como propósito de ação pedagógica na educação das relações étnico-raciais.

O texto “Minhas Memórias: Eu, a África e o Boabá”, da professora Maria Socorro Saraiva da Silva, serve como norteador para o planejamento escolar nessa temática. Lembrando que o eixo epistemológico do currículo das escolas municipais é ler e escrever em todas as áreas de conhecimento.

No texto referido, existe a possibilidades de transposição didática nas diversas disciplinas/áreas do conhecimento e temas transversais, a serem trabalhados pelos educadores da rede municipal.

A SME solicita de cada coordenador a leitura reflexiva, dialogada e propositiva de atividades escolares, tendo por base esse texto.

Além disto, a Secretaria também enviou uma relação de livros para serem trabalhados nas escolas com indicações de audiovisuais já utilizadas no sistema da Formação Continuada.

Clique aqui para acessar o artigo “Minhas Memórias: Eu, a África e o Boabá”.
Biografia da autora.
Clique aqui para acessar a lista de relações de livros enviada para as escolas.

SME Fortaleza