Folha do Estado vai saltar 18,9%

O Estado irá detalhar o orçamento na próxima quinta-feira para enviá-lo no dia 15 à Assembleia Legislativa

O orçamento do Ceará deve crescer 11,1% para o ano de 2013, ficando em torno de R$ 20 bilhões, contra os R$ 18 bilhões aprovados para este ano. A informação é do titular da Secretaria de Planejamento e Gestão do Ceará (Seplag), Eduardo Diogo. Conforme o secretário, o orçamento será detalhado na quinta-feira (11) para ser enviado à Assembleia Legislativa na no dia 15 de outubro, segunda-feira.


Seplag diz que entre as áreas com maior aporte em 2013 estão saúde e educação FOTO: NEYSLA ROCHA

“A Assembleia legislativa tem que aprovar o orçamento ainda neste ano e nós vamos ficar à disposição dos parlamentares para qualquer informação necessária”, afirma Eduardo Diogo, acrescentando que, convencionalmente, as áreas que recebem o maior aporte de recursos são saúde, educação, segurança pública e infraestrutura.

A expansão do orçamento para 2013 foi maior que a registrada para este ano, que teve um crescimento de 7,3% sobre o valor aprovado em 2011, estimado em R$ 16.8 bilhões.

Folha de pagamento

O secretário destacou que, neste ano, a folha de pagamento de pessoal do Estado deve crescer cerca de 18,9%, passando de R$ 5,3 bilhões para R$ 6,3 bilhões. “É um incremento significativo, de aproximadamente R$ 1 bilhão. Esse é mais um motivo para que a gente possa, de forma cautelosa, ponderar sobre qualquer ajuste para os servidores”, explica Diogo. “Queremos um estado pujante. Precisamos melhorar os serviços para toda a população. Para isso, precisamos manter o Estado saudável”, completa o secretário.

De acordo com ele, neste ano, a folha de pagamento de pessoal do Ceará irá ultrapassar a barreira simbólica de comprometimento de 50% da receita corrente líquida do Estado. No ano passado, esse índice foi de 48,6%. “Pessoal é, disparado, a maior rubrica do orçamento público dos estados”, diz.

Consignados

Com relação ao novo modelo para os empréstimos consignados dos servidores públicos estaduais, o titular da Seplag reforçou que o Estado já está pronto para operar o novo sistema, mas ainda aguarda um posicionamento do Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE).

O novo modelo de empréstimo com desconto em folha será gerenciado pelo governo do Estado, por meio da Seplag, que controlará a margem consignável a fim de garantir a segurança do sistema. Com funcionamento em uma plataforma web, o novo modelo dará opções para que os servidores verifiquem por meio da internet a sua margem consignável e identifiquem as melhores condições ofertadas entre as instituições financeiras autorizadas a realizar essa operação.

Diário do Nordeste