Denúncia de professora contra aluna é cancelada

A denúncia contra a estudante Isadora Faber, de 13 anos, que criou diário na Internet para mostrar os problemas da escola pública onde estuda, não deve seguir adiante, segundo a Polícia Civil de Santa Catarina. A aluna havia sido acusada de calúnia e difamação por uma professora de Português da escola, em Florianópolis.

Segundo o delegado Marcos Alessandro Vieira Assad, após registrar boletim de ocorrência, no fim de agosto, a professora, identificada como Queila, desistiu da representação criminal contra Isadora, o que impede a abertura de inquérito policial.

Segundo a mãe de Isadora, a produtora de vídeos Mel Faber, 45, a professora de Português incomodou-se com comentário feito no dia 24 de agosto no Facebook: “Hoje a professora de Português Queila preparou uma aula pra me ‘humilhar’ na frente dos meus colegas, a aula falava sobre política e Internet, ela falava que ninguém podia falar da vida dos professores”.

A mãe da aluna disse que a professora já havia conversado com Isadora e o assunto estava encerrado. (das agências)