Currículos escolares poderão ter disciplinas sobre ética e cidadania

Comissão de Educação vota hoje, em decisão terminativa, proposta de Sérgio Souza para os Ensinos Fundamental e Médio

Fonte: Jornal do Senado (DF)

Projeto que torna obrigatória a inclusão de duas disciplinas de ética nos currículos Escolares está na pauta de hoje da Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), para votação em decisão terminativa.

A proposta (PLS 2/12), de Sérgio Souza (PMDB-PR), modifica a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei 9.394/96 — LDB) incluindo Cidadania Moral e Ética como disciplina obrigatória para o Ensino fundamental, e Ética Social e Política, para o Ensino médio. O senador justificou o projeto lamentando a discrepância entre a boa colocação do Brasil no campo econômico e os elevados índices de corrupção e ineficiência da Justiça, situação que, em seu ponto de vista, pede política educacional voltada para a formação moral e ética das crianças brasileiras.

Em seu relatório, Cristovam Buarque (PDT-DF) destacou a importância da matéria, considerando que “faz-se necessário que a Escola oriente a formação do caráter dos nossos jovens, fortalecendo a formação dada no núcleo familiar”.

Atletas olímpicos

A CE também votará requerimento de audiência pública destinada a ouvir os atletas brasileiros que receberam medalhas nos Jogos Olímpicos de 2012. Segundo o autor do requerimento, João Capiberibe (PSB-AP), os atletas terão a oportunidade de expor a “receita do sucesso nas Olimpíadas, discutir as razões do mau desempenho do Brasil nas competições e oferecer sugestões para melhorar o desempenho do país na edição de 2016 dos Jogos”.