A educação é mesmo a solução

A educação está nos discursos dos candidatos e isso já é alentador, porque ela está no núcleo do conjunto de soluções de nossos problemas, e, sem a mesma, ainda que o Brasil alcance a quinta ou quarta grandeza econômica nos próximos 20 anos, continuará sendo desigual, doente e violento.

Um projeto sério de educação, deve incluir, no mínimo, estes eixos de ação: revisão do sistema educacional para permitir não apenas a aquisição de conhecimentos pelo educando, mas, e, principalmente, sua formação integral, como pessoa; interação permanente da escola com a família e envolvimento da sociedade no processo educacional; escola pública com instalações físicas adequadas e tecnologicamente equipadas, em tempo integral para o aluno, incluindo sua alimentação, até a conclusão do ensino básico.

Deve ainda incluir a exigência de formação superior e criação de programas permanentes de pós-graduação dos mestres e gestores; avaliação periódica semestral dos mesmos; treinamento continuado para os servidores de apoio; dedicação exclusiva do professor ao magistério numa única escola, e implantação de um plano de cargos e salários que lhe assegure a melhor remuneração dentre os servidores do Poder Executivo, em todos os entes da federação.

De todas essas ações, a última é a de exequibilidade mais difícil, pelas limitações orçamentárias já conhecidas dos entes federados e, por isso, é claro que não poderia ser implementada em um único mandato. No entanto, poderia sê-lo em dois ou três, em percentuais condizentes com as realidades das finanças públicas.

O mais importante para o pretendente ao magistério é a garantia de que, num futuro não muito distante, ele terá uma remuneração digna, e, quando pós-graduado, não inferior à de nenhum outro servidor do Executivo.

O prefeito de Fortaleza que executar um projeto educacional dessa magnitude fará realmente muito diferente, e se constituirá numa referência estelar para o Brasil, e se credenciará, com justiça e mérito, para alçar voos políticos mais ousados, no plano nacional, porque a educação é mesmo a solução.

João Bosco Nogueira

bosco54321@yahoo.com.br

Professor da Universidade Estadual do Ceará

O Povo