“Marcha contra Fator”

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) promoverá, amanhã, uma marcha a favor da redução da jornada de trabalho e o fim do fator previdenciário, “nós queremos uma regra para que o trabalhador se aposente de uma maneira mais digna”, informou a diretora executiva Graça Costa, que embarcou, ontem, para Brasília. Além disso, a CUT quer o fim da terceirização, 10% do PIB para a Educação, aprovação do PNE (Plano Nacional de Educação) e a defesa do piso do magistério. Indagada por que a CUT estava se voltando contra o Governo, ela explicou “não estamos nos voltando contra o Governo, nós estamos fazendo o que sabemos fazer, que é a defesa do direito dos trabalhadores, independentemente em quem nós votamos. Se há alguma coisa errada vamos pra rua”.

Diário do Nordeste – Coluna – Vaivém