Opinião: Compromisso pela Educação

“No lançamento da campanha A Educação Precisa de Respostas, do Grupo RBS, ficou claro o compromisso de todos em prol de uma Educação de qualidade na região. Que essa iniciativa sirva de exemplo para todo o País”, afirma Mozart Neves Ramos

Fonte: Zero Hora (RS)

*Mozart Neves Ramos. Membro do Conselho de Governança do Todos Pela Educação e do Conselho Nacional de Educação, Professor da UFPE.

Ao completar 55 anos de fundação, o Grupo RBS toma a importante decisão de concentrar suas ações e seus investimentos sociais na Educação, com o firme propósito de não só ampliar seus esforços no campo da mobilização social por uma Educação de qualidade, mas também de reconhecer e valorizar as iniciativas inovadoras que estão produzindo mudanças qualitativas em prol da aprendizagem Escolar.

Essa iniciativa vem em boa hora, face aos últimos resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação básica (Ideb) 2011, recentemente apresentados pelo Ministério da Educação (MEC), que reforçam a necessidade de um maior envolvimento da sociedade na busca por uma Educação de qualidade.

Os resultados não deixam dúvida de que o país, caso mantenha o atual ritmo de melhoria, alcançará o Ideb de 6,0 previsto para 2021 no que se refere às séries iniciais do Ensino fundamental; por outro lado, eles mostram que o país avançou muito pouco para as séries finais, e encontra-se estagnado há mais de 10 anos em relação ao Ensino médio, e num patamar muito baixo. Portanto, mesmo com o avanço das séries iniciais do Ensino fundamental, o país não pode se acomodar, ainda há uma longa estrada pela frente.

Notadamente, o maior esforço do grupo RBS, do ponto de vista de suas empresas e seus veículos de comunicação, se concentra nos Estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Com relação aos resultados do Ideb 2011, esses dois Estados apresentaram comportamentos diferentes, especialmente no que se refere às séries finais do Ensino fundamental e do Ensino médio.

Nas séries iniciais do Ensino fundamental, os dois Estados alcançaram as metas previstas para 2011, mas o desempenho de Santa Catarina foi relativamente superior. Por exemplo, 90% dos municípios catarinenses alcançaram as metas previstas para 2011, para um percentual de 75% dos municípios gaúchos. Para as séries finais do Fundamental, 80% dos municípios catarinenses alcançaram as metas previstas para 2011, e apenas 50% foi o percentual verificado para aqueles do Rio Grande do Sul.

Já no Ensino médio, a situação do Rio Grande do Sul exige uma atenção ainda maior. O Estado piorou de 2009 para 2011, além de não ter alcançado a meta prevista para 2011; o Ideb foi de 3,4 enquanto a meta prevista era de 3,7. A rede pública de Santa Catarina obteve Ideb 4,0 (o melhor de todo o país) para uma meta de 3,8.

Mas os bons resultados alcançados pelo Estado de Santa Catarina não podem servir para acomodação, pois os dados também mostram que, à medida que se evolui, as dificuldades se tornam cada vez maiores para o cumprimento das metas seguintes. Por outro lado, os números do Rio Grande do Sul vão exigir do Estado e de seus municípios um grande esforço para alavancar os atuais indicadores de desempenho Escolar.

No lançamento da campanha A Educação Precisa de Respostas, do Grupo RBS, ficou claro o compromisso de todos em prol de uma Educação de qualidade na região, assim podem ganhar os dois Estados. Que essa iniciativa sirva de exemplo para todo o país. Só haverá país livre e soberano quando todas as suas crianças e jovens tiverem uma Escola de boa qualidade, com Professores valorizados. Esse é o desafio que se impõe ao Brasil para o século 21.