Inácio quer priorizar planejamento

Adotando tom mais crítico em relação à atual gestão municipal, da qual o PCdoB chegou a participar, Inácio focou principalmente na falta de planejamento em áreas como educação, saúde e mobilidade urbana

O senador e candidato à Prefeitura de Fortaleza Inácio Arruda (PCdoB) destacou a necessidade de planejamento na gestão da Capital e disse que este será o ponto central de seu mandato caso seja eleito prefeito de Fortaleza. Adotando um tom um pouco mais crítico em relação à atual administração, o candidato citou problemas de gestão em todas as principais áreas de responsabilidade do Município.

“Poderíamos ter avançado muito em Fortaleza na inclusão social”, disse Inácio, explicando que tais avanços não ocorreram justamente pela inexistência de projetos. Como exemplo, ele citou que a Prefeitura deixou de obter recursos federais para investimento em mobilidade urbana.

As declarações foram feitas ontem, durante participação de Inácio no Ciclo de Debates que a Câmara Municipal vem fazendo com todos os candidatos a prefeito de Fortaleza.

Outra área em que a Cidade deixou de receber verbas da União, apontou Inácio, foi a educação infantil. “O Governo Federal disponibilizou 80 creches e não tivemos condições de construí-las.” O problema, segundo ele, não é a falta de terrenos disponíveis – um dos motivos apresentados pela Prefeitura. “O problema é de planejamento”.

Inácio também criticou a forma como são comandadas as escolas municipais, afirmando que a “falta de capacidade de gestão” é o motivo pelo qual a educação no Município não evoluiu tudo o que poderia e que a obrigação do próximo prefeito é levar a educação municipal ao patamar mais elevado entre todos os municípios do Estado.

A saúde, tema que vem dominando a eleição, também foi alvo de Inácio, que avaliou como “um colapso” a situação da rede de atenção básica.

Propostas

Para a saúde, Inácio disse que, antes de construir qualquer prédio, pretende fazer os postos existentes funcionarem adequadamente. Prometeu mais atenção às unidades básicas, integradas às equipes do Programa de Saúde da Família (PSF), que, segundo ele, terá 100 novas equipes.

Outra meta do candidato é ampliar o número de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), instalar policlínicas nas Regionais e ampliar a capacidade dos Gonzaguinhas e Frotinhas.

Para a mobilidade, falou da necessidade de ampliar vias, transformar outras vias em sentido único e ampliar a rede de metrô em Fortaleza. A Prefeitura, segundo ele, deveria ter maior autonomia no projeto do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), determinando os pontos por onde o veículo vai passar.

O quê

ENTENDA A NOTÍCIA

Inácio Arruda, à medida em que a campanha avança, gradativamente vai aumentando o tom des críticas à gestão, focando em aspectos que julga serem os mais precários de Fortaleza atualmente.

Saiba mais

Segurança Pública

Para a segurança pública, Inácio reafirmou a intenção de criar unidades pacificadoras nos bairros com maior índice de criminalidade.

CPMF

Questionado sobre sua posição em relação à extinta Cobrança Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), Inácio disse que votou contra a extinção do imposto, pois, segundo ele, isso implicou na perda de verbas para a saúde. “Votaria contra de novo se fosse preciso”, disse.

Marcos Robério

O Povo