Controle do limite de crédito será via internet

A CEF é um dos bancos onde os servidores poderão tomar empréstimos – RAFAEL CAVALCANTE, EM 31/08/2010

Novas tomadas de crédito pelos servidores públicos estaduais – canceladas desde 16 de julho – poderão ser realizadas a partir de 17 de setembro. A data foi definida em reunião ontem entre representantes do Bradesco e da Caixa Econômica Federal com o secretário do Planejamento do Estado (Seplag), Eduardo Diogo.

Além do anúncio da volta dos empréstimos, foi detalhada a forma de controle mais rigoroso que o Governo irá realizar. Agora, o servidor terá como verificar os seus limites financeiros pela internet.

“Não terá interface de nenhuma empresa terceirizada. O sistema vai possibilitar ao servidor ter acesso à sua margem consignável de modo direto, por meio de senha pessoal. O servidor vai colocar sua intenção de contratar. As duas instituições financeiras darão a condição para que o servidor faça a escolha que achar melhor”, explicou o secretário.

Eduardo Diogo afirmou que a Seplag está cumprindo as demandas dos servidores, como a implantação de um programa de orientação financeira e a eliminação de terceirizados e do assédio das instituições financeiras nas repartições públicas. No entanto, deixou claro não ser função da Seplag intervir nas taxas de juros e prazos das instituições.

O secretário afirmou que o servidor não terá prejuízo e que o sistema possibilita a liquidação de um empréstimo para contratar outros que o servidor considerar mais vantajos.

Escândalo

As diretrizes mais rigorosas e os controles mais efetivos dos consignados foram implantados após escândalo, no primeiro semestre de 2012. A denúncia era de que estaria havendo favorecimento ilícito de um dos sócios da Administradora Brasileira de Cartões (ABC) S/A, que terceirizava as operações.

Como

 

ENTENDA A NOTÍCIA

Somente o servidor terá acesso à sua margem consignável. Ao contratar o empréstimo, ele deverá autorizar a instituição financeira a saber a margem para liberar o recurso nos limites permitidos.

Números

17

de setembro é quando o sistema da Seplag estará pronto para receber novas operações de crédito consignado dos servidores estaduais do Ceará.

40%

é o limite legal autorizado para o comprometimento do salário dos funcionários públicos estaduais (30% para dívidas e 10% para novas consignações). A margem era descumprida.

Histórico

 

Suspeita de tráfico e influência

3 de abril – Denúncias sobre o favorecimento de um empresário, genro do secretário da Casa Civil, Arialdo Pinho, no contrato para ofertar crédito consignado aos servidores do Estado, são feitas na Assembleia Legislativa do Ceará.

7 de abril – O governador Cid Gomes cobrou esclarecimentos sobre questões envolvendo crédito consignado. “Não permito tráfico de influência e não permito desonestidade”.

25 de abril – O secretário estadual do Planejamento, Eduardo Diogo, acata proposta dos servidores públicos que prevê a exclusão de empresas intermediárias entre bancos e servidores para a realização de empréstimos consignados.

Andreh Jonathas

O Povo