Aprender matemática ao alcance de todos

Pesquisa mostra os bons métodos de professores que se destacam na matéria

O brasileiro não sabe matemática. E isso não é bem o que se pode chamar de novidade. Os mais recentes dados do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), de 2009, mostram que o país está na 57ª colocação entre 65 pesquisados. E dentre os países da América Latina, ficou abaixo do Uruguai, Chile e México. O problema em questão, é que não se sabe matemática porque a Escola não ensina. “Ao contrário da língua portuguesa, cujo aprendizado também é feito na família e no ambiente cultural, o Ensino da matemática é exclusividade da Escola, não se aprende no dia a dia”, afirma Angela Dannemann, diretora-executiva da Fundação Victor Civita (FVC).

Ao invés de ficar procurando culpados por esta situação, a FVC e a Fundação Cesgranrio aceitaram o desafio de buscar as melhores práticas no Ensino de matemática.O que significa encontrar quais os melhores Professores do país no assunto. O resultado, a pesquisa “Boas Práticas Docentes no Ensino da Matemática”, será divulgado na próxima sexta-feira e foi adiantado com exclusividade ao BRASIL ECONÔMICO (ver infográfico).

No estudo foram filmadas mais de mil horas de aulas de 63 Professores do 6º ao 9º ano do Ensino fundamental e do Ensino médio das rede estadual de São Paulo. Estes profissionais foram selecionados por seu desempenho no processo de Promoção por Merecimento da rede estadual e também pela nota de suas turmas no Saresp entre 2008 e 2010. “A matemática está em crise porque ela não faz sentido para os Alunos, não constrói significado. Ela precisa ser contextualizada, comunicada com clareza”, explica Angela. E mesmo entre os bons Professores há desafios. A pesquisa mostra, por exemplo, que apenas em 35,3% das aulas foi pedida lição de casa e em apenas 17,7% a execução foi verificada.

Fonte: Brasil Econômico (SP)