Portal de educação tem material multimídia para reprodução gratuita

Objetivo do Educar para Crescer é incentivar os alunos a buscar formação fora da sala de aula

Que tal estudar história do Brasil com gráficos animados e trechos do livro 1808, do escritor e jornalista Laurentino Gomes? Ou então fazer dos diferentes espaços de uma casa virtual laboratórios para aprender assuntos como rotação da Terra e mistura de substâncias? Para esses e outros temas trabalhados na escola, o portal Educar para Crescer montou especiais multimídia que podem ser reproduzidos gratuitamente em sites da área de educação, como as páginas dos colégios na internet.

O objetivo da iniciativa é incentivar os estudantes a buscar formação fora da sala de aula e estimular a participação dos pais na educação dos filhos, diz a editora do Educar para Crescer, Bettina Monteiro. “Queremos que nosso conteúdo – reportagens, entrevistas e especiais – cheguem ao maior número de pessoas possível.”

Para usar o material, basta colar o link do conteúdo desejado na área de edição HTML. Os especiais são automaticamente incorporados à página.

Até esta segunda-feira, 4, o Educar para Crescer já publicou 18 especiais. Um dos primeiros foi baseado em 1808, best-seller sobre a vinda da Família Real para o Brasil. “Laurentino participou ativamente da produção do especial 1808, orientando a edição e escolhendo as ilustrações”, afirma Bettina. “E ele já está também nos ajudando a fazer a versão multimídia do 1822.” Veja neste link:

Outro material de destaque é o Volta ao mundo em (+ de) 80 livros. Nele, é possível navegar por um mapa e, ao clicar sobre um país, aparece uma caixa de diálogo com informações sobre várias obras literárias. As resenhas foram feitas pela reportagem do portal e a escolha dos livros contou com indicações dos internautas. Acesse aqui.

O Educar para Crescer é um movimento sem fins lucrativos da Editora Abril, apoiado pelo Ministério da Educação, que visa a colocar a educação em pauta na sociedade. Conta com o patrocínio da Malwee e apoio da Confef e do Instituto Unibanco e com um conselho consultivo formado por personalidades de destaque no universo da educação, como Mozart Neves Ramos (Todos pela Educação), Claudio de Moura Castro e Marcelo Neri (pesquisador da FGV).

O Estado de São Paulo