Guilherme Sampaio chama atenção sobre a situação educacional do país

O líder do PT na Câmara Municipal de Fortaleza, vereador Guilherme Sampaio (PT), em suas explicações pessoais, levou para tribuna vários questionamentos sobre a situação educacional do país, destacando que medidas urgentes devem ser criadas para solucionar a carência  na educação e que as reivindicações possam ser incluídas no Plano Nacional de Educação.

Guilherme revelou alguns números sobre nossa educação e disse que atualmente em Fortaleza, apenas 17 % das crianças estão sendo atendidas pelas creches e cobra melhorias na qualidade de ensino, na formação dos professores e na ampliação da parte física das escolas.

“Infelizmente o professor no Ceará e no Brasil não tem o reconhecimento merecido como outras profissões”. Guilherme ainda disse que várias reivindicações estão sendo realizadas no país para que a União aplique 10% do Produto Interno Bruto (PIB) em melhorias em educação. Finalizou dizendo que mesmo que dobrem os salários dos professores,  o salário ficaria ainda abaixo do piso salarial de outras categorias.

Audiência pública

Por sugestão do vereador Guilherme Sampaio (PT), a Câmara Municipal vai realizar nesta quinta-feira, 14, audiência pública para debater o projeto de lei 0075/2012, de sua autoria, que institui a Semana Municipal da Cultura e da Identidade Reggae. O debate acontece no Cuca Che Guevara, a partir das 15h30.

Segundo o projeto, o Poder Executivo fica autorizado a promover e apoiar atividades relacionadas à cultura do reggae, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura (SECULTFOR), a Secretaria Municipal de Educação (SME), a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SOE), a Coordenadoria de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial (COPPIR) e a Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude (CPPJ). As ações serão realizadas na Semana Municipal do Reggae, a ser comemorado a partir do dia 1° de julho.

Na justificativa o vereador Guilherme ressaltou a historia do reggae como uma identidade sócio-cultural e fomentador das manifestações artísticas. “Esse projeto irá promover ações que contribuam para romper com a lógica de invisibilidade da Cultura Reggae no campo da arte e cultura e que ampliem o exercício da cidadania através das atividades propostas nos planos de trabalho daí decorrentes”, frisou o vereador.

Com informações de Anna Regadas.

Câmara Municipal de Fortaleza