País quer adotar concurso nacional para professor em 2013

O Ministério da Educação pretende aplicar no segundo semestre de 2013 uma prova nacional para ingresso na carreira docente. O concurso deverá focar os professores dos anos iniciais do ensino fundamental da rede pública.

De acordo com o presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais), Luiz Cláudio Costa, o novo instrumento poderá solucionar a dificuldade de diversas cidades em preencher as vagas de professores da rede municipal, responsável por essa etapa do ensino.

A proposta já foi debatida pela pasta no passado, mas ainda não foi colocada em prática.

Ensino médio

Em coletiva de imprensa, o ministro Aloizio Mercadante (Educação) disse ainda que pretende substituir, já no próximo ano, a avaliação usada para o cálculo do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) do ensino médio.

Atualmente ele é feito com base em dois elementos: a taxa de aprovação e o Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica), teste que avalia conhecimentos em português e matemática. O Ideb do ensino médio é obtido de forma amostral – na última edição, 70 mil estudantes participaram da avaliação.

A intenção é que o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) substitua o Saeb, o que permitiria uma melhor radiografia dessa etapa de ensino ao estender a avaliação a todos os alunos da rede pública. A substituição deverá ocorrer após análise do Inep (órgão vinculado ao Ministério da Educação) sobre questões técnicas e de logística da substituição.

O ministério negou que a troca foi motivada pelo resultado do último Ideb do ensino médio – a etapa de ensino teve desempenho estagnado entre as edições de 2009 e 2011. Já os resultados do Enem melhoraram nos últimos anos.

“As notas do Enem mostram uma outra tendência”, reconhece Luiz Cláudio Costa, presidente do Inep. “Mas não minimizam os problemas que temos [no ensino médio]”, completou.

Folhapress