Professores em greve decidem se acatam ou não proposta do Governo Federal

Os professores das universidades federais do Ceará irão decidir se a greve continua. Um plebiscito irá ocorrer nas próximas segunda, 13, e terça-feira, 14, para que a categoria da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afrobrasileira (Unilab) decidam se aceitam ou não a proposta do Governo Federal, que foi apresentada no dia 24 de julho.

As urnas de votação estarão disponíveis em todas as unidades acadêmicas da UFC e da Unilab. O resultado do plebiscito será homologado em Assembleia Geral na próxima quinta-feira, 16.

A realização do plebiscito foi definida em votação na Assembleia Geral de quarta-feira, 8, no Restaurante Universitário do Campus do Pici, que contou com a participação de 623 professores dos campi da UFC e da Unilab. Os professores do Cariri e de Sobral participaram por videoconferência.
A greve das universidades federais do Ceará começou no dia 12 de junho de 2012, após a realização de plebiscito no dia 11, que colheu a opinião dos professores sobre a deflagração ou não da greve. Na ocasião, foram registrados 883 votos para o sim e 379 votos para o não, 5 votos em branco e 1 voto nulo.

Redação O POVO Online