O impacto do twitter na educação

O Portal Universia publicou, na semana passada, a lista das 10 mudanças causadas pelo Twitter na Educação, mais precisamente no âmbito do Ensino Superior. Segundo a publicação, já se foi há muito tempo a época em que o PowerPoint era a tecnologia mais expressiva nas salas de aula. Hoje em dia quem comanda a mudança é a rede social de microblogging Twitter. Quer saber como?

Confira:

1. Celulares são permitidos em aula
Principalmente nas universidades os celulares voltaram a ser bem vindos na sala de aula. Eles não são vistos mais como inimigos, mas sim como aliados para o aprendizado.

2. As aulas se tornam uma conversa
Sem o Twitter, muitas aulas se tornam um longo monólogo. Com essa ferramenta, porém, as palestras podem ser mais interativas e com maior grau de engajamento e participação.

3. Envolvimento dos alunos
Alunos mais tímidos conseguem se comunicar com os professores e colegas por meio de tweets e interagir, mesmo em palestras com mais pessoas. Além disso, os comentários e discussões não terminam nas aulas, mas podem continuar online.

4. Mais conexões
Em aulas com mais pessoas, como acontece nas faculdades, mais alunos conseguem se envolver e conectar com as pessoas. Durante as aulas o tempo para interrupção é menor, mas com o Twitter isso pode acontecer o tempo todo.

5. Envolvimento depois das aulas
Quando as aulas acabam, os comentários e discussões não precisam terminar. Podem continuar na plataforma do Twitter por meio de hashtags e mensagens diretas.

6. Contato com especialistas
Especialistas do mundo inteiro e de universidades espalhadas pelo mundo estão agora muito mais próximos para contato. Você pode conectar-se com eles diretamente pelo Twitter e estabelecer contato e trocas de experiências que aumentem seu aprendizado.

7. Mais informação do que nunca
O acompanhamento em tempo real das aulas e palestras permite que mais informações do que nunca fiquem armazenadas online para consultas posteriores. Diversos pesquisadores já usam o Twitter como fonte para consulta em pesquisas e estudos.

8. Reflexão
Com hashtags específicas e contato com professores a reflexão sobre os conteúdos vistos nas aulas pode acontecer mesmo depois que estas acabem.

9. Revisão
Durante as palestras você pode postar suas anotações no Twitter e revisá-las mais tarde. Além disso, você também pode compartilhá-las com outras pessoas e aproveitar a anotação dos outros para revisar.

10. Menos interrupções
Para algumas pessoas, o Twitter pode servir como distração nas aulas, mas para quem conseguir usá-la como ferramenta pode ser uma ótima forma de evitar muitas interrupções e ainda assim participar.

Revista PontoCom