‘Está na hora de os professores voltarem às aulas’, diz ministro

O Ministério da Educação divulgou nota em que aponta o ‘grande esforço’ do governo federal em aumentar a oferta de reajuste para os docentes. Segundo proposta apresentada ontem pelo Ministério do Planejamento a entidades de professores, o reajuste mínimo da categoria será de 25% – antes, o índice era de 12%.

No texto, divulgado nesta terça-feira (24) pela pasta, o ministro Aloizio Mercadante (Educação) destaca o fato de que apenas os docentes receberam uma proposta concreta do governo – a presidente Dilma Rousseff enfrenta uma onda de greves no funcionalismo público. Nesta quarta, a presidência publicou decreto para garantir a continuidade do atendimento em setores públicos essenciais em caso de greve.

‘Conquistas’

“Não conheço nenhuma categoria profissional, de atividade pública ou privada, que tenha recebido um aumento desse porte e conquistado uma carreira em um momento de tantas incertezas econômicas, com um cenário de crise como o que se apresenta”, afirmou Mercadante por meio da nota.

“Por isso mesmo, acho que está na hora de os professores voltarem às salas de aula e retomarem a rotina acadêmica”.

O ministro embarcou na terça para Londres, na comitiva que acompanha a presidente Dilma Rousseff rumo aos Jogos Olímpicos. Ele retorna ao Brasil depois de amanhã. Mercadante participa de evento com estudantes do programa Ciência sem Fronteiras, que concede bolsas de estudo em universidades estrangeiras, ao lado da presidente Dilma.

Folhapress