Governo precisa destravar negociações, diz CUT

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, esteve reunido nesta terça à tarde com a ministra da secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, para debater as greves e paralisações de servidores federais. Freitas deixou o recado que o governo precisa destravar as negociações, abrir as discussões e apresentar propostas para os servidores parados.

“O governo tem de fazer propostas para as categorias em greve”, declarou o líder sindical ao final da reunião. Ele salientou que se o governo fez uma oferta para os professores das universidades federais, tem de fazer o mesmo para as demais categorias. Segundo Freitas, a ministra apenas ouviu os pleitos, explicando que não era a área específica dela.

O presidente da CUT disse que se reunirá com o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, na tarde da quinta-feira (19). Para sexta-feira está programada reunião da direção da CUT com o secretário de relações do trabalho do serviço público do ministério do Planejamento, Sérgio Mendonça. Freitas reforçou que quer, depois, também discutir o tema com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior.

O governo tem insistido que não tem o que apresentar agora para os servidores em greve, argumentando que muitas categorias foram beneficiadas com aumentos salariais muito acima da inflação nos últimos anos. O governo afirma que a proposta de reajuste para os professores foi apresentada emergencialmente.

Agência Estado